Denervação Renal em debate


“Denervação Renal em 2021: novas evidências e seleção de pacientes” foi o tema da palestra ministrada pelo cardiologista intervencionista e proctor da Medtronic Carlos Eduardo Gordilho (PE), no Simpósio Satélite Medicicor, que integrou a programação do XV Congresso Sergipano de Cardiologia promovido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia - Regional Sergipe, entre os dias 21 a 23 de outubro, em formato on-line.


O encontro que reuniu médicos de diversos estados brasileiros discutiu as inovações tecnológicas na área da cardiologia e contemplou temas de significativa importância provenientes de recentes ensaios clínicos.


Durante sua exposição, que contou com a moderação do também cardiologista Lawrence Andrade Araújo (SE), o palestrante explicou no que consiste a ablação da inervação renal, que produz hormônios responsáveis pela elevação da pressão arterial.

O cardiologista ressaltou ainda que “o procedimento é indicado para pacientes com hipertensão resistente, ou seja, em uso de várias classes de anti-hipertensivos, mas que mantêm níveis elevados de pressão arterial”, afirmou.


A utilização do cateter Symplicity Spyral da Medtronic também foi abordada como uma opção de qualidade “já que em tempo menor, faz-se muito mais pontos de denervação do que antes, o que determina um tratamento mais eficaz e traz conforto de vida para o paciente”, pontuou.


Carlos Eduardo Gordilho destacou os benefícios alcançados pela cirurgia, a exemplo de “melhor controle dos níveis de pressão arterial, diminuindo os riscos de complicações decorrentes da hipertensão, e redução da quantidade de medicações para pressão, o que atenua, também, os efeitos colaterais. Os rins podem controlar a pressão arterial por meio de sinais elétricos enviados e recebidos pelo cérebro através do Sistema Nervoso Simpático”, enfatizou.

18 visualizações0 comentário