Funcionalidades das telas Phasix e Phasix ST são apresentadas em encontro



Três reuniões científicas realizadas em parceria pela Medicicor com a BD, nos dias 01, 02 e 03 de dezembro, no salão de eventos do Restaurante Mistura, em Salvador, apresentaram as funcionalidades das telas Phasix e Phasix ST e as experiências das práticas clínicas de especialistas. O primeiro convidado foi o Dr. Flávio Malcher, Director, Center for Abdominal Core Health NYU, que abordou o tema “Phasix e Phasix ST: Quando, Onde e Como?”. No dia seguinte (02), os cirurgiões Heitor Santos (RJ), Maxwell Stanford (PE) e Flávio Malcher (EUA) relataram casos clínicos sobre o uso das telas. E, finaliz


ando a rodada de reuniões, no dia 03, o Dr. André Brandalise, palestrou sobre "Aspectos Práticos na Aplicação da Phasix ST em hérnias de hiato. As telas Phasix e Phasix ST, que foram o centro destas aulas, são produtos inovadores BD comercializados pela Medicicor.


A tela Phasix ST é uma inovação em telas para correção de hérnia, pois combina duas tecnologias líderes de mercado em um único produto: a malha monofilamentar, que suporta a cicatrização funcional e um reparo forte, e a barreira de hidrogel, que minimiza a fixação do tecido ao lado visceral da tela para a colocação intra-abdominal. A tela é totalmente absorvível e começou a ser utilizada no Brasil em 2019.


Para os eventos foram convidados cirurgiões de todo o Brasil que utilizam telas em correção de hérnia: Thiago Martins Silva, Abinadabe Pires, Flávio Fernandes, André Petribú, Menandro Martins, Sércio Flaviny, Flávio Cremer, Henrique Guido, Péricles Oliveira, Paulo Ramalho e Felipe Rocha.


Segundo o cirurgião Sércio Flaviny Brandão de Menezes Correia, um dos convidados do evento, foi um privilégio receber o convite para o encontro, pois "toda aprendizagem nos torna mais capacitados para atender com mais qualidade nossos pacientes", frisou.


De acordo com o especialista, a tela Phasix é um produto que traz vários componentes que sempre esperávamos, pois ela une o potencial de geração de fibrose na região do tecido, e com isso promove a prevenção de quadros de recidiva. Os cirurgiões sempre tinham preocupação com o tempo de permanência da tela e o risco futuro de complicações a longo prazo. Mas a Phasix por ser absorvível traz qualidade e segurança ao profissional e ao paciente, já que este último não apresenta problemas. É uma revolução no uso das telas", afirmou.


Congresso


As reuniões foram realizadas paralelamente às atividades do O VI Congresso Brasileiro de Hérnia que teve início no dia 2, no Hotel Deville Prime, em Salvador, na Bahia, com a participação de cerca de 400 cirurgiões – do Brasil e do mundo.


De acordo com o presidente da Sociedade Brasileira de Hérnia e do congresso, Dr. Christiano Claus, o objetivo do evento foi oferecer atualização científica de qualidade aos participantes. “Reunimos em nossa programação o que há de mais tecnológico para o tratamento das hérnias abdominais e também as necessidades cotidianas do cirurgião. Trabalhamos para reunir grandes nomes da cirurgia de hérnia no Brasil e no mundo e abordar os principais trabalhos científicos da área, elevando o nível de conhecimento do cirurgião para que ele possa oferecer o melhor para o paciente”, afirmou.


Entre os temas em debate no evento deste ano destacam-se: as melhores técnicas para reparo das hérnias abdominais, cirurgias laparoscópicas e robóticas, a indicação das próteses para evitar a recidiva da hérnia, casos complexos e cirurgias ao vivo.

5 visualizações0 comentário