Workshop reúne especialistas para conhecer na prática resgate e manutenção de FAV's

“Res

gate e manutenção de FAV,s para hemodiálise”. Este foi o tema do workshop promovido pela Medicicor em parceria com a BD e o centro de treinamento Angiorad, nos dias 26 e 27 de abril, no Real Hospital Português. O evento teve a organização científica da Tope Cursos Médicos e como principal objetivo fornecer bases teóricas e clínicas para identificação das falhas e complicações das fístulas (FAVs) de hemodiálise. A fístula arteriovenosa (FAV) é o acesso permanente mais utilizado para hemodiálise, por apresentar maior durabilidade no tratamento.


O workshop foi ministrado pelos cirurgiões vasculares Douglas Cavalcanti, João Paulo Ayub, Marco Rivera e Tiago Matos, que demonstraram na prática as técnicas endovasculares e respectivos materiais para manutenção e resgate das fístulas. Na oportunidade, sete pacientes assistidos pelo Sistema Único de Saúde -SUS foram atendidos pelos especialistas que ministravam o workshop e realizaram angioplastias de fístula. O evento foi destinado a médicos convidados e especialistas, que além de aulas teóricas também promoveram discussões de casos editados, demonstração de materiais e casos ao vivo. Participaram do encontro cirurgiões vasculares e endovasculares dos estados de Fortaleza, Maceió, Paraná e Santa Catarina.


Entre os tópicos abordados foram contemplados: “Papel do nefrologista na identificação da disfunção das fístulas de Hemodiálise”, “A importância da USG no manuseio das FAV,s", "Balões de alta pressão e farmacológicos, fazem a diferença?", "Uso dos stents recobertos na disfunção das FAV,s", "Tratamento das estenoses centrais", e "Manejo das complicações relacionadas aos cateteres de hemodiálise".


A gerente comercial, Natália Boone, realizou a apresentação dos Balões de Alta Pressão (Conquest e Atlas), Balão Semi Complacente (Ultraverse), Balão Farmacológico (Lutonix) e Stent Revestido (Covera). Segundo o cirurgião vascular e endovascular Douglas Cavalcanti o workshop foi um espaço interativo e oportuno para debater o tema, trocar conhecimentos e apresentar experiências na busca de um atendimento mais eficaz aos pacientes submetidos a angioplastia, implante de stents e trombectomia. O número de pessoas portadoras de doenças renais só aumenta nos dias atuais e é fundamental que estes pacientes tenham um bom acesso para a realização de hemodiálise e saibam lidar com a preservação da fístula arteriovenosa", declarou.

0 visualização0 comentário